A Katy Perry mais adulta (mas não menos comercial) de Prism

Quarta, 16, foi vazado o novo álbum da cantora Katy Perry, de nome “Prism”. Diferente do primeiro, neste a Katy se propunha a mostrar um lado mais obscuro como disse em alguma de suas entrevistas. A mesma acabou se contradizendo recentemente na Bilboard, dando a entender que o disco é como uma lavagem espiritual.

A verdade é: o disco não é 100% uma coisa nem outra. Não é obscuro e isto fica explícito em suas músicas, e não é uma lavagem espiritual porque é muito comercial e se opõe a instrospecção necessária para ser considerado de tal maneira. Prism é o Teenage Dream para maiores, lançado em 2013.

Diferente das outras resenhas não farei aqui um faixa-a-faixa analisando o que cada música significa no disco e sim uma análise geral agrupando as faixas em alguns grupos.

As primeiras músicas de Prism mostram que Katy cresceu muito de Teenage Dream para cá, mas ainda não o suficiente para ser levada como uma cantora séria e digna de algum Grammy (sem piadinhas). Com 3 anos de carreira, a música é muito mais para implacar nas paradas de sucesso do que para ser considerada uma obra-de-arte, mas nada impede que ganhe algum prêmio com esse álbum, pois como dito acima, Prism é maduro (bem pouco, mas é).

Muito barulho por nada, Katy não deixou completamente Teenage Dream para trás
Muito barulho por nada, Katy não deixou completamente Teenage Dream para trás

Todas as 5 primeiras faixas (Roar, Legendary Lovers, Birthday, Walking On Air, Uncondittionaly) mostram um pop alegre e divertido, muito bem produzido e de certa forma direcionado a um público diferente do que seus outros álbuns (como já dito e reiterado diversas vezes), o destaque vai para Legendary Lovers com um bridge e um refrão fortíssimos além de uma letra muito bem feita, além é claro de Walking On Air que demonstra inteligência e inovação musical para a música pop atual.

Com Dark Horse a cantora quebra tudo que vinha em Prism e finalmente traz algo obscuro e completamente diferente do que já tinha feito. É uma faixa singular com uma parceria boa, e não deixa de ser comercial já que é do ritmo que mais tem chamado atenção nas paradas musicais, o urban.

Mais cedo do que esperávamos vem aquelas famosas músicas “enche CD” que não são de todo mal, mas são fracas e o álbum se sairia muito bem sem elas mesmo que perdesse 3 faixas. Estas são This Is How We Do It, International Smile e Ghost, em que são completamente batidas e apresentam mais do mesmo.

Depois das faixas imperceptíveis há uma ordem decrescente de músicas ótimas (Love Me, This Moment, Double Rainbow, By The Grace Of God, Spiritual, It Takes Two, Choose Your Battles) que demonstram e reforçam o amadurecimento de Katy Perry. Os destaques ficam por conta de By the Grace Of God, Spiritual e Choose Your Battles que são incrivelmente boas e dão uma qualidade para Prism a ponto de quase torná-lo sólido suficiente para sair completamente da categoria Pop Teen.

O álbum em geral não se monta apenas em cima de batidas eletrônicas como foi Teenage Dream, mas possui uma variação rítimica um pouco maior (e de instrumentos também). O foco obviamente não é o potencial vocal de Katy Perry que indubitavelmente não é dos melhores, mas isso nunca foi empecílio para nenhum artista pop, e sim a qualidade musical como a sua voz se estabelece nas canções.

Prism não é de longe um dos melhores álbuns de 2013, mas também não deve passar batido. Com boas letras, e por que não, exótico, deve ser ouvido como um esboço de alguma grande obra. Katy ainda não é uma grande artista no momento, apesar dos números de vendas, mas Prism mostra que ela não está tão longe de se tornar inesquecível.

Nota Final: 7,0

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s